Citações Nitzscheanas III

31 de março de 2009

As palavras não passam de símbolos para as relações das coisas entre si e conosco;

Pelas palavras e pelos conceitos, nunca atravessaremos o muro das relações, nem penetraremos em qualquer origem fabulosa das coisas;

É absolutamente impossível ao sujeito pretender ver ou conhecer algo além de si mesmo;

O desprezo pelo presente e pelo momentâneo é parte integrante da grande natureza filosófica;

Heráclito era orgulhoso, e quando o orgulho entra num filósofo, então é um grande orgulho;

O homem é, até a última fibra, necessidade, é absolutamente não-livre;

As próprias coisas que a inteligência limitada do homem e do animal julga sólidas e constantes não têm existência real, não passam de luzir ou do faiscar de espadas desembainhadas, são o brilho da vitória na luta das qualidades opostas;

Se existe um movimento absoluto, não há mais espaço; se existe o espaço absoluto, não há movimento; se há um ser absoluto, não há multiplicidade; se existe a multiplicidade absoluta, não há mais unidade;

Em todas as demonstrações que fazem (Parménides e Zenão), partem do pressuposto indemonstrável, ou mesmo improvável, de possuirmos na faculdade conceptual o decisivo critério supremo acerca do ser e do não-ser, isto é, acerca da realidade objetiva e do seu contrário;

Foi a mim mesmo que eu procurei e investiguei (Heráclito).

 

Extraídas do livro A filosofia na idade trágica dos gregos. Lisboa: Edições 70, 2002.

 

Número de Visitas 311

2 Comentários

  1. tudo tem sua hora, tudo tem seu tempo. fico muito orgulhoso por tudo que eu li neste seu saite e é inevitével este olhar para trás. nós somos o passado. a história é isto, ou não? mesmo naquela época em que vivíamos entre Iaçu e Itaberaba, quem diria que o homem fosse chegar tão rápido a esta evolução no mundo de tantas coisas… sou invocado com este negócio de computador, internet. é tudo muito fascinante e fico feito menino besta, de boca aberta espiando tudo que eu posso, achando que de repente vai aparecer vacina para câncer; para infarto do miocárdio, estas coisas…. mas, como é que eu poderia ler tantas coisas belas do meu amigo “paulinho”? coisas tecnicamente competentes, sábias; são expressões do pensamento de um jovem que se deixou seduzir pelo mundo do conhecimento, pela inteligencia e descobriu o universo do saber. e, fascinado, quer distribuí-lo como se estivesse numa grande festa a brindar nas taças do saber suas conquistas, sua espantosa evolução no universo da filosofia, das letras e do direito. que coisa linda poder conviver com isto, admirar, respeitar e experimentar o fruto deste estudioso incansável…bebamos à tua saúde professor Paulo Queiroz!!! O mundo ainda verá do quanto são capazes as pessoas simples e obstinadas como você…permita-me, meu mestre: … deus o abençôe sempre… um bom presságio, isto é mínimo que posso lhe dizer.não faz mal a ningúem. Salve!!!

    o menor dos seus amigos(o mais sintético de todos)

    herber(itaberaba/bahia)

  2. Caríssimo amigo Herber: muitíssimo obrigado por suas palavras ternas. A internet tem essa grande vantagem de nos aproximar e fazer, inclusive, como se o tempo não existisse. Bons tempos aqueles lá de Iaçu com aquelas figuras com quais atuamos (Dr. Jorge, Vilas Boas, Adalício Borges, Ailton Esteves, e tantos outros). Lembro, com saudade, do grande Orman Ribeiro. Devo muito aos ilustres advogados (promotores etc.) com os quais pude trabalhar e apreender. Saudade dos vivos e dos mortos. Abraço fraterno, PQ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *