Sua excelência, o candidato – discurso 2

30 de julho de 2014

  Caríssimos eleitores: Permitam que diga algumas palavras sobre minha filiação ao partido. Devo reconhecer que os atuais partidos políticos são verdadeiras quadrilhas. Convenhamos: entre nós, criminosos pobres vão para as cadeiras e criminosos poderosos fazem carreira política. De minha parte, seria candidato direto, sem partido algum. Mas isso é impossível. Sabemos que o nosso...
Continuar Lendo  

Sua excelência, o candidato – discurso 1

24 de julho de 2014

  Caríssimos eleitores, se é que os tenho: Sou candidato, candidato a Presidente da República, e peço o seu voto. Reconheço que minhas chances são mínimas, próximas de zero, mas o que isso importa? Não tenho recursos, não compro votos (falta-me dinheiro, inclusive), não prometo, não faço alianças com a canalha, nem quero vencer a...
Continuar Lendo  

Reforma do parlamento

20 de junho de 2014

Uma reforma política que não seja simples estratégia para manter as coisas como estão, criando uma falsa impressão de mudança e perpetuando privilégios por meio de concessões meramente paliativas ou simbólicas, deve começar pela extinção pura e simples do Senado, instituindo-se um sistema unicameral. Inicialmente porque há muito cessaram as razões históricas que supostamente o...
Continuar Lendo  

Drogas

18 de março de 2014

O que hoje conhecemos por tráfico ilícito de entorpecentes nem sempre existiu, afinal houve um tempo em que as drogas (antigas e atuais) eram livremente produzidas e comercializadas.1 A história da repressão – grandemente fracassada – é, pois, recente. E o fato de atualmente existir uma política duramente repressiva não significa que tal ocorrerá sempre.2...
Continuar Lendo  

Sermão do canalha

17 de março de 2014

Bem aventurados os que desviam dinheiro público, pois serão reeleitos; Bem aventurados os bajuladores, pois serão recompensados; Bem aventurados os que tumultuam os processos, pois alcançarão a prescrição; Bem aventurados os que acusam injustamente, pois serão reconhecidos; Bem aventurados os que delinquem, pois ficarão impunes; Bem aventurados os corruptos, pois enriquecerão; Bem aventurados os p...
Continuar Lendo  

Voto técnico x voto político

27 de fevereiro de 2014

Em recente sessão do STF (ação penal n° 470, mais conhecida como mensalão), o Ministro Joaquim Barbosa, indignado com o Ministro Luis Roberto Barroso, afirmou que o seu voto não era “técnico”, mas “político”. Na visão do Ministro Joaquim, somente o voto dele, Joaquim, é técnico, isto é, juridicamente fundado. Já o voto do Ministro...
Continuar Lendo  

Qual o sentido do parlamento hoje?

2 de setembro de 2013

Pode parecer piada, mas não é: o parlamento (moderno) ressurgiu, historicamente, como uma instituição revolucionária que visava a representar o povo.   Mas o que temos hoje? Um legítimo representante dos interesses populares?   Evidentemente que não. Temos, isto sim, uma corporação que mais se assemelha a uma quadrilha de peculatários e prevaricadores. Que nada...
Continuar Lendo  

Extinção do Senado (republicação)

1 de julho de 2013

Uma reforma política que não seja simples estratégia para manter as coisas como estão, criando uma falsa impressão de mudança e perpetuando privilégios por meio de concessões meramente paliativas ou simbólicas, deve começar pela extinção pura e simples do Senado, instituindo-se um sistema unicameral. Inicialmente porque há muito cessaram as razões históricas que supostamente o...
Continuar Lendo  

Projeto (imaginário) de Reforma do Poder Judiciário (republicação)

28 de junho de 2013

Considerando que os tribunais superiores fracassaram na missão de uniformizar a jurisprudência;   Considerando que as leis, por mais claras e precisas, admitem múltiplas formas de interpretação; Considerando que a quantidade de tribunais não implica necessariamente melhor qualidade da jurisdição; Considerando a incompatibilidade desses tribunais com o princípio da razoável duração do processo...
Continuar Lendo  

Projeto (imaginário) de Reforma Política (republicação)

24 de junho de 2013

Considerando que é direito do eleitor decidir, consciente e livremente, sobre a escolha de seus representantes, não se admitindo nenhum tipo de constrangimento, direto ou indireto; Considerando que a maior quantidade de parlamentares não implica necessariamente maior qualidade parlamentar ou mais representatividade; Considerando a corrupção estrutural das instituições parlamentares; Considerando q...
Continuar Lendo  

Política de drogas: Parecer do Conselho Federal de Psicologia

17 de junho de 2013

Parecer do Conselho Federal de Psicologia (CFP) sobre o Projeto de Lei nº 7663/20101 Introdução: O tema da política de drogas pressupõe uma complexidade que precisa ser reconhecida por quem desejar abordá-lo com seriedade. Há muitas formas de se oferecer tratamento equivocado aos desafios postos pelo consumo de drogas no mundo, pela dependência química e...
Continuar Lendo  

Diálogos surreais (II)

28 de abril de 2013

Diálogos surreais (II) Senador, vim discutir o projeto que legaliza a prostituição. Prostituição? Essa expressão é muito forte, deputado. Trata-se de um projeto que regulamenta o comércio do prazer. De mais a mais, não existe mais essa coisa de prostituta. Essas moças e rapazes são, em verdade, modelos, dançarinas etc. Pelo visto, o projeto conta...
Continuar Lendo  

Diálogos surreais (I)

27 de abril de 2013

  Senhor, temos de escolher um ministro para o Supremo Tribunal. Ministro da maçonaria? Não, senhor, da justiça. A propósito, diga que hoje eu quero comer supremo de frango. Certo. Eis os nomes… Huum…esse rapaz não é o zequinha, filho do joãozinho? Exatamente. Então ele será o ministro. Mas, senhor, ele nem sequer é formado...
Continuar Lendo