Altruísmo

31 de março de 2014

Combati, protegi meu país;

Feri, matei;

Quis ser santo, pretendi amar a Deus sobre todas as coisas;

Curei enfermos, fiz penitência, jejuei;

Renunciei às coisas materiais;

Desejei amar a humanidade mais do que a mim mesmo;

Preguei a tolerância, o respeito às diferenças, o amor ao próximo;

Perdoei meus inimigos;

Amei, odiei, sofri

Menti, vivi;

Julguei agir pelo bem dos outros;

Iludi-me.

Pois tudo que fiz,

De bom e de ruim,

Fiz no meu próprio interesse.

Porque nada que fazemos,

Fazemos pelos outros,

Mas por nós mesmos;

Ser altruísta é ser egoísta.

Número de Visitas 174

4 Comentários

  1. Como conceber um mundo sem as ações desinteressadas?

    A ação desinteressada é impossível – Atentado a natureza desejante do homem.
    O homem busca o que é útil – desejo – potência (como aumentar a nossa potência – confirmar o nosso desejo – alcançando aquilo que é útil- o que é útil aumenta a nossa potencia).

    Só o útil nos traz alegrias – O útil é o aumento da potência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *