Nonsense

1 de setembro de 2014

 

Você tem razão.

E quem discorda de você ou se omite ou não ouviu ou o leu ou não o entendeu.

Também a cigana que leu minha mão no “paraíso do baixinho” e disse que Jesus está sempre comigo e que eu morreria velhinho, algo que ela deve ter repetido para diversas pessoas na mesma manhã, bem como a menina que “adivinhou” minha idade comparando uma tabela de números em Aracaju.

E meu bom tio Joaquim, que eu tanto amava sem o saber, que se suicidou depois de um derrame. E quem tentou dissuadi-lo sem sucesso.

E o pequeno Gabriel quando dizia:”eu se ralei todo”. E quem o corrigia.

E o heterossexual, o homossexual, o bissexual. Também o judeu, o muçulmano, o budista, o politeísta, o católico, o espírita, o evangélico, o umbandista e o ateu. Tudo é isso é expressão do homem e sua humanidade. São metáforas arbitrárias.

Afinal, agimos e interpretamos o mundo conforme as nossas necessidades e capacidades, que não sabemos bem quis são.

No fundo, quase nada sabemos sobre nós mesmos. Somos um enigma para nós mesmos. Superestimar a consciência é nosso pecado original.

Conhecer a deus/deuses e seus propósitos é a expressão máxima da vaidade e megalomania humana.

Somos um corpo, que ama, que odeia, que sofre, que goza, que se reinventa permanentemente, que aspira a legislar sobre outros corpos, que quer imperar, reinar.

Em suma, tudo é “vontade de poder”.

Ou, como disse Protágoras, as afirmações contrárias são igualmente verdadeiras.

Também por isso, aqueles que quiserem me contestar, não precisam fazê-lo, pois reconheço, desde logo, que estão certos, embora eu discorde.

3 Comentários

  1. Provérbios 21, 2 “Todo caminho do homem é reto aos seus olhos…”
    Foi o que um amigo me disse certa vez quando numa dada conversa defendíamos pontos de vista diametralmente opostos.
    Esse texto ilustra bem o que aquele amigo quis dizer. Parabéns!

  2. O homem continuará sendo o ser mais impressionante, quando concordar e discordar! Pois o que seria de nos, se nao pudéssemos escolher o que errado ao invés do certo. Na vida tem dessa coisas, e para desfrutar basta viver e escolher. Nem sempre discorda é errado!

    Forte abraço amigo Dr. Paulo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *